credito pessoal rápido
Credito Pessoal Créditos

Crédito pessoal rápido

0 Partilhas

Precisas de um crédito pessoal rápido? Nós ajudamos!

Um empréstimo pessoal ou crédito pessoal são sinónimos que identificam um produto financeiro desenvolvido para adiantar um determinado valor monetário para ser usado em diversas situações. 

Antes de escolheres uma instituição financeira, investe algum tempo a procurar um crédito que seja adequado aos teus interesses e às tuas necessidades.

Fica a saber tudo que sobre como obter um crédito pessoal rápido e evita cometer erros!

O que é o crédito pessoal?

Este tipo de empréstimo encontra-se no regime de crédito ao consumo, permitindo ao cliente particular solicitar um valor monetário específico e reembolsá-lo através de mensalidades fixadas durante um determinado período de tempo.

As instituições bancárias ou as entidades que atribuem os créditos têm de cumprir as normas decretadas em Portugal, aquando da sua concessão.

O crédito pessoal oferecido é dividido em três tipos, consoante a sua finalidade:

  • Crédito especializado: este tipo de crédito tem a finalidade de ajudar-te a pagar dívidas na área da saúde, financiar a tua formação ou estudos, realizar a viagem dos teus sonhos ou contribuir para férias relaxadas, entre outras opções.
  • Crédito consolidado: Com o objetivo de obter taxas de juro mais generosas e, inclusivamente, de poupar nas prestações mensais foi desenvolvido o crédito consolidado. Este tipo de crédito pessoal permite-te juntar todas as prestações numa única e obter melhores condições financeiras.
  • Crédito pessoal rápido: como o próprio nome indica, este tipo de empréstimo pessoal tem um processo simples e rápido. Normalmente, obténs uma resposta do banco ou entidade que atribui empréstimos em menos de 48 horas. Por sua vez, o pedido do crédito poderá ser realizado online.

Como obter um crédito pessoal rápido

Existem duas possibilidades de obter um empréstimo pessoal: online ou pessoalmente (dirigindo-se a uma instituição bancária).

Independentemente da tua decisão, o processo de empréstimo só será assegurado após enviar os seguintes documentos:

  • Cartão de cidadão ou bilhete de identidade + cartão de contribuinte, caso tenha nacionalidade portuguesa
  • Autorização de residência, caso tenha outra nacionalidade
  • Comprovativo de morada através de uma fatura da luz, água, TV cabo ou gás
  • Comprovativo de IBAN através do homebacking ou talão de Multibanco com identificação do IBAN + cópia do cartão multibanco (apenas parte da frente)
  • Comprovativo de rendimentos: recibos de vencimentos (caso seja trabalhador por conta de outrem) e/ou última declaração de IRS
  • Comprovativo de pensão, caso seja reformado

Se não te pedirem estes documentos para uma pré-aprovação de empréstimo pessoal, então poderás encontrar-te num caso de burla.

Todas as entidades credoras solicitam esses documentos, antes de atribuir a aprovação de um crédito.

Antes de decidires a instituição financeira e garantir as melhores condições de financiamento, aconselhamos-te que comparares todas as ofertas que se encontram no mercado português.

De qualquer das formas, a aprovação de um empréstimo pessoal poderá demorar até 8 dias úteis (a contar a partir da submissão do pedido), consoante a instituição financeira, ou 48h caso tenhas pedido um crédito pessoal rápido.

Além disso, também depende do teu historial financeiro e a finalidade do crédito pessoal.

Lembra-te que deverás ter mais de 18 anos e uma conta bancária em nome próprio.

Fica ciente que a instituição que te irá atribuir o crédito vai avaliar a tua capacidade em liquidar o empréstimo, consultando a base de dados de responsabilidades de crédito disponibilizada pelo Banco de Portugal.

Caso o teu pedido seja rejeitado, serás rapidamente informado com o motivo e de forma totalmente gratuita.

Valores envolvidos no crédito pessoal rápido

Para um empréstimo pessoal, as instituições financeiras oferecem um financiamento mínimo de 500 euros.

Mas, consoante a finalidade do crédito e a instituição, poderás alcançar os 75 mil euros.

Obviamente que, quanto maior for o valor monetário solicitado no empréstimo, mais minúcia será a análise do pedido por parte da entidade credora e maior será a exigência.

Quando solicitares um empréstimo pessoal, também deverás ter em consideração os seguintes custos:

  • Comissão de abertura
  • TAEG (Taxa Anual Efetiva Global)
  • Comissão de processamento
  • Imposto de Selo

Todos os custos “adicionais” deverão estar discriminados na FIN (Ficha de Informação Normalizada).

Amortizar antecipadamente ou desistir do crédito

A partir do momento da celebração do contrato de crédito pessoal, poderás desistir do mesmo num prazo de 14 dias, sem identificar qualquer motivo.

Se já tenhas recebido o montante na sua conta bancária tem 30 dias para reembolsar o capitar e os juros vencidos, notificando a instituição financeira da sua intenção.

Possivelmente, também te poderá ser exigida eventuais despesas suportadas pela entidade credora, nomeadamente os impostos.

Por outro lado, se quiseres amortizar antecipadamente o teu crédito pessoal, parcialmente ou montante total, deves informar a entidade credora com 30 dias úteis de antecedência.

Se tiveres um contrato de taxa fixa, será cobrada uma comissão até 0,25% do valor reembolsado se faltar 1 ano ou menos.

Por outro lado, se faltar mais de 1 ano, então poderá ser cobrada uma comissão até 0,5% do valor reembolsado.

Já num contrato estabelecido com uma taxa variável, não terá que efetuar o pagamento de nenhuma comissão.

Seguros de proteção ao crédito pessoal

Em caso de invalidez absoluta ou falecimento, o crédito pessoal poderá ficar liquidado, se tiver associado um seguro de vida.

Também é possível contratar serviços adicionais como proteção da dívida em caso de desemprego.

Caso não tenha qualquer seguro associado ao crédito pessoal, então a dívida passará para os seus familiares.

Outros esclarecimentos importantes sobre crédito pessoal

Caso não estejas satisfeito com o crédito pessoal é possível renegociar as condições financeiras, nomeadamente obter taxas de juro mais vantajosas e prestações mensais mais generosas.

Agora, não podes é transferir o teu empréstimo para o nome de outra pessoa (mesmo que seja seu familiar).

Se possível, opta por juntar todos os seus créditos num único.

Desta forma, encontra melhores condições financeiras e reduzes os encargos com os juros. 

Não é necessário que sejas cliente da instituição bancária ou entidade credora para obter uma aprovação do crédito pessoal.

Basta ter uma situação profissional estável e um bom historial financeiro em Portugal.

0 Partilhas