Poupar no supermercado
Casa Poupar

Poupar no supermercado, como?

22 Partilhas

Como fazer compras sem perder o fio à meada da sua bolsa?

Quer ir ao supermercado e ficar com a certeza que fez tudo o que estava ao seu alcance para tornar rentável o orçamento que tem destinado a esse fim?

Veja alguns conselhos que pode seguir para, de forma fácil e intuitiva, não se desviar desse caminho.

É verdade que os portugueses estão bastante apreensivos em relação ao modo como devem investir o seu dinheiro.

As despesas no supermercado são uma parcela essencial no orçamento familiar da generalidade das famílias e é importante seguir alguns conselhos que o ajudem a não gastar para além daquilo que pode.

O custo que paga pelos alimentos têm sofrido gradual inflação, portanto, é muito gratificante conseguir poupar quando vai a um supermercado semanal ou mensalmente para abastecimento da sua despensa.

Os supermercados conhecem, cada vez mais, os pontos fracos dos clientes e criam estratégias de marketing para deles tirar partido.

Assim, é essencial que esteja atento e se defenda dessas mesmas estratégias, evitando colocar em risco tanto o valor destinado ao seu orçamento familiar como as necessidades reais da sua família.

Conheça alguns conselhos úteis para poupar no supermercado

1. Faça sempre uma lista de compras antes de ir ao supermercado.

Esta dica impera sobre todas as outras dicas de poupança porque evite que se disperse, quando vai às compras e que adquira produtos que nada têm a ver com as necessidades reais da sua família.

Seguir uma lista vai ajudá-lo a poupar e salvaguardá-lo de comprar por impulso.

Uma lista também ajuda a poupar tempo, pois conseguimos orientar a nossa ida ao supermercado pelos corredores a que temos de recorrer para concluir a lista que levamos com sucesso.

Os especialistas defendem, também, que nunca se deve de ir às compras com apetite ou com crianças: arrisca-se a sair de lá com itens que nunca fizeram parte da sua lista e que não correspondem a nenhuma necessidade real.

2. Esteja atento às promoções do supermercado acompanhando aquelas que surgem nos produtos que são essenciais às necessidades reais da sua família.

Saiba quais são os produtos com desconto, através da consulta dos folhetos semanais dos supermercados e faça a escolha mais acertada em relação aos produtos que compra.

O ideal é que os produtos que adquire sejam os que correspondem às suas necessidades reais, os caprichos se não forem bem doseados podem ruir o seu orçamento.

Ir às compras sozinho enquanto ouve música animada também é uma dica útil para reduzir compras por impulso: demorará menos tempo a percorrer os corredores e a contemplar as prateleiras à procura de algum capricho seu ou de quem o acompanha.

3. Experimente inovar!

Já experimentou os produtos de marca banca do seu supermercado?

Por que não experimentar?

Existem imensos produtos que em nada são inferiores, em termos de qualidade, sendo que o preço é muito mais acessível.

Muitos portugueses já se aperceberam dessa evidência e já consomem estes produtos com muita regularidade.

4. Analise com cuidado os vales e cupões atribuídos, aos clientes, pelos supermercados.

Evite precipitar-se a usar os benefícios que obtém por fazer compras em supermercado.

Se precisar de algum dos produtos que está com desconto, imediatamente, deve guardar os vales e cupões e atentar para o prazo limite para desconto dos mesmos.

Se não precisar do produto, no imediato, saiba esperar para equacionar as oportunidades que tem e fazer compras inteligentes: lembre-se que na semana seguinte, pode beneficiar de uma promoção ainda maior naquele produto, por exemplo.

5. Use os cartões de fidelização de cliente dos supermercados em que faz compras com frequência.

Pode ter acesso a descontos grandes e ter benefícios em aderir.

6. Compare sempre os preços do mesmo produto em supermercados diferentes, vai surpreender-se com a variação dos valores!

Faça a mesma comparação em relação ao mesmo produto com marcas diferentes.

Há produtos mais caros, mas que vêm em maior quantidade e até pode encontrar produtos da marca que prefere mais baratos do que os das marcas brancas.

7. Organize-se para conseguir poupar.

Pode, por exemplo, ter uma bolsa onde colocar os cupões e vales de desconto, por data, assim como os cartões de fidelização e levá-la sempre que vai às compras.

Saiba, também, quando e como pode gastar, definindo um orçamento mensal ou semanal para os gastos de supermercado.

8. Guarde sempre o recibo e dê uma vista de olhos, quando faz as suas compras.

Em primeiro lugar e como errar é humano, pode acontecer alguma incoerência nos valores que poderá notar.

Além disso pode conferir o preço dos produtos que costuma adquirir e havendo alguma mudança assinalável, pode sempre mudar de marca, por exemplo.

9. Não vá ao supermercado com pressa e aproveite bem o tempo que tem disponível para esta tarefa.

Como sabe, “a pressa é inimiga da perfeição” e pode até precisar de fazer cálculos para comparar os preços antes de sujeitar-se a uma má escolha nas suas compras.

10. Não se esqueça de levar os seus próprios sacos das compras.
Atualmente, a generalidade dos supermercados já cobra pelos sacos em que transporta os produtos.

Além de estar a ser amigo do ambiente, reduzindo o desperdício de plástico ou de papel, vai poupar dinheiro, no imediato.

11. Proteja-se das campanhas de marketing ativas nos supermercados e que saltam à vista mal entra numa loja deste tipo.

Normalmente, os produtos mais baratos nunca estão na linha de olhar do geral consumidor, mas sim no topo ou no fundo das prateleiras.

Muitas vezes, junto das caixas de pagamento, também estão produtos que correspondem aos tais caprichos e não às necessidades reais da sua família.

Esteja, por isso, atento e volte ao ponto 1, focando-se na sua lista.

Agora que já tem reunidos estes conselhos úteis e fáceis de seguir para poupar no supermercado, pode colocá-los à prova e verificar o valor da sua poupança todos os meses!

Terá uma agradável surpresa, ao ficar com algum dinheiro de lado se poupar no supermercado, para fazer face a gastos imprevisíveis ou para acautelar a sua poupança pessoal e familiar.

22 Partilhas